28 de maio de 2010

Blocar a muerte!

Feriado em SBS, férias em SBS,
Quartas na Cave.
AT5.

Vamos ver se da resultado!

Pra animar as escaladas dessa temporada algumas fotos:

Janine Cardoso em El Frey:
Festival de Boulder CUME São Carlos:
Seu Madruga:
Abraços, André Funari.

20 de maio de 2010

Abertura de temporada.


Faz uma semana que a escalada começou a render forte por San Charles!
Sem chuva. Sem calor. Céu azul. E muito frio.

As Caves de quarta estão perfectsss, tudo seco. Cusco e Itaqueri de final de semana também tá uma beleza!

Está oficialmente aberta a temporada de escalada. Agora que venham as cadenas, as predas e muita escalada!

8 de maio de 2010

4 de maio de 2010

Existem escaladores e escaladores!


Faz um tempo já que ando pensando sobre minha escalada. Sempre gostei de escalar vias, acho que pelo estilo que tenho aqui perto de casa, acabei indo mais pro lado da esportiva.

Na minha região, São Carlos-SP, é possível escalar muito boulder, e muita esportiva de 10 a 40 metros. Se você treina por aqui é possível fazer um treino legal, variando em vias longas e curtas, boulderísticas e de restistência. Mesmo assim é comum encotrar muitos escaladores escalando as mesmas 3 ou 4 vias e as repetindo durante anos.
O que outra pessoa escala não me interessa, o que estou preocupado é com minha escalada. Fico "noiado" com a minha evolução e gosto de estar escalando sempre com quem escala mais, pra poder ficar com uma coisinha na cabeça: "preciso treinar pra acompanhar meu parceiro". Essa "coisinha na cabeça" talvez não seja meu estilo de escalada, mas é o que me faz evoluir pra poder entrar em mais e mais vias ao longo das trips.


Disse tudo isso pois ando "matutando" em cima de um livro de escalada que tenho e alguns textos e vídeos que li e vi do escalador Yuji Hirayama. Grande escalador e de uma personalidade tranquila, Yuji escalou várias paredes fortes, esportivas, boulders, mas sempre que leio algum texto do cara ele se mostra muito tranquilo e admiro isso nele. Nos vídeos ele sempre está sorrindo e nunca fala muito. Talvez um exemplo de escalador??


Com certeza é bem legal quando você faz uma via e todo mundo comemora e tudo mais, mas o que acho mais legal ainda é quando você vai pra algum pico e pode entrar e curtir mais vias do que da última vez que você esteve lá, veja: tudo isso é uma luta contra você mesmo.
Alguns tipos de escaladores não-Hirayama teimam em querer se achar por causa do grau que escalam. Esse escalador certamente escala para si, senão não estaria mais escalando, mas usa de artifícios para se santificar ou coroar o "melhor escalador da turma". Se você pega e coloca esse cara pra escalar junto com o Tommy Caldwell o cara já se toca que ele não escala nada e fica de boa.

Abraços ai, André Funari.

3 de maio de 2010

Novo muro na Ufscar!

Desde 1991, data do início do Centro Úniverstitário de Montanhismo e Excursionismo, as paredes de escalada instaladas na universidade começaram a crescer e ganhar adeptos. Esses viam nas paredes uma ótima forma de treinar para as atividades verticais dos finais de semana. No início as paredes eram usadas para a prática e treinamento de técnicas de espéleologia e um pouco mais tarde começou a ser usada para escalada. Foram instaladas agarras na caixa d’água da área norte da Federal e desde então as paredes não pararam de receber novas agarras e chapas.

Hoje em dia contamos com 4 paredes de 20 metros, com chapeletas para guiar e base para armar top-rope. Além do boulder, nos reservatórios menores. Metros e metros de agarras naturais (pedras) coladas ao redor dos dois reservatórios garantem um bom treino de boulder vertical e resistência.

Mas alguns meses atrás, com o desenvolvimento da escalada na região e com o fortalecimento dos escaladores, ficou clara a necessidade de se construir um muro negativo ou um teto. Só assim poderíamos continuar avançando. Com vários projetos e várias idéias os escaladores mais ativos colocam em prática mais um muro de escalada. O “AT5”! Um teto com mais de 30 metros fica no prédio AT5 (aulas teóricas), próximo ao departamento de biologia. Montamos o teto debaixo das rampas de acesso às salas de aula, e lembrando: tudo isso com um grande apoio da Prefeitura Universitária. O teto, hoje, está com uns 15 metros e foi montado com agarras Gringa, são ótimas, um shape melhor que o outro!

Site do Cume: www.cume.org

Abraços, André Funari.